Encontro #28, módulo 3


O que te move? O que te faz pulsar, vibrar, resistir? O encontro de hoje foi um pouquinho sobre isso: SONHOS. O que a gente precisa fazer pra realizá-los?


A oficineira deste encontro foi a Ana Cortes e nosso bate-papo teve como objetivo resgatar a proposta do nosso projeto, instigando a compreensão sobre quais são os sonhos que nos colocam em movimento e de como o trabalho é um caminho importante para esta busca. Ficamos todos muito PENSATIVOS, deixamos a imaginação fluir e a ESPERANÇA nos guiar. Pra isso, começamos com um aquecimento, em roda. Devíamos nos concentrar para ter precisão ao arremessar a bola para nosso colega e, simultaneamente, responder a algumas perguntas que eram propostas.


Depois deste bate bola, foi hora de nos transportar para o FUTURO. Por meio de uma indução bem RELAXANTE, fomos nos acalmando, e com a música, prestando atenção em nós mesmos e em nossas particularidades. De que jeito a gente respira? Como é a batida da música? Como nos sentimos? Aos poucos, fomos nos desligando do plano que estávamos e, a pedidos de nossa oficineira, deveríamos nos imaginar num futuro não muito distante, daqui a 5 anos. Provocando nosso cérebro e estimulando nossa criatividade e imaginação, fomos desafiados a pensar no que estaríamos fazendo, como faríamos, com quem estaríamos, o que sentiríamos naquela situação... quem nós seríamos FUTURAMENTE, enfim. Esse mergulho profundo resultou numa outra atividade: já despertos, fomos orientados a escrever numa folha em branco uma espécie de PLANEJAMENTO, listando um possível passo-a-passo que nos auxiliaria na busca de nossos sonhos. Pudemos perceber que não é fácil pensar, tivemos muita dificuldade no começo. Porém, nada mais natural, né? Afinal, estamos aqui, CORRENDO ATRÁS DOS SONHOS para cada dia evoluir e aprender mais.


O encontro, foi muito PRODUTIVO, nos abriu os olhos: é preciso ter MATURIDADE para conquistar aquilo que se almeja. Ter foco é uma das ferramentas necessárias para a REALIZAÇÃO de qualquer meta, mas acima de tudo, é preciso saber onde se quer chegar, antes de mais nada. Questionar como vamos construir nosso caminho até lá nos dá ESPERANÇA e cria um ambiente INSPIRADOR, deixando-nos ainda mais motivados. O trabalho, por exemplo, pode ser um grande aliado nesses momentos, pois ele pode ser a nossa principal fonte de inspiração, como também financiar toda essa busca. Paciência, dedicação e organização são diferenciais na hora de se pensar no futuro. A gente tem que reconhecer que a SUPERAÇÃO DE DIFICULDADE vem com o tempo e com a ampliação da nossa capacidade de tolerar nossas frustrações.